Projeto da Unesp transforma entulho em concreto reciclado

Fonte: MaxPressNET | Autor: Fabiana Manfrim | Publicação: 30/08/16

A Unesp de Presidente Prudente desenvolve projeto que reaproveita o entulho de concreto descartado pela construção civil, e o transforma em concreto reciclado para a construção de calçadas, pisos, entre outras finalidades. Coordenado pelo professor Fernando Sérgio Okimoto, da Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) o Projeto de Extensão Universitário: “Tecnologias Sustentáveis de Construção: Aproveitamento dos RCCs (Entulho)”, tem apoio da Reitoria, da Pró-reitoria de Extensão Universitária e do Centro Local de Apoio à Extensão (CLAE) da Unesp de Presidente Prudente.

Os resíduos, após a trituração, podem ser utilizados como base de pavimentação asfáltica, em bancos, lixeiras, pontos de ônibus, floreiras, guias, sarjetas, aduelas e tubulações de drenagem. “Podem ser utilizados também para a produção de tijolos e blocos para paredes, em calçadas, guias e sarjetas”. “É possível ainda triturar pneus que não servem mais, para serem incorporados em concretos e argamassas, substituindo a brita e a areia”, acrescenta.

O projeto de extensão busca auxiliar diretamente o município na utilização de concretos com agregados reciclados nas obras municipais. Para Okimoto, a maior contribuição é fomentar a responsabilidade da construção civil com seus resíduos, evitar a extração equivocada de materiais tradicionais e apontar novos caminhos para os resíduos que forem produzidos.

De acordo com o professor, o projeto de extensão é uma grande contribuição para a gestão de resíduos e possibilitará a compra de uma máquina que triturará todo o material descartado pela construção civil. “A máquina vai triturar resíduos de concreto, argamassa, tijolos e telhas cerâmicas. Após esse processo, o material poderá ser utilizado para a realização de concreto com agregados reciclados, dispensando o uso de areia e de pedras de fontes naturais”.

Os benefícios para a sociedade são ambientais, econômicos e culturais. Haverá diminuição na geração de resíduos, do transporte e do volume, além de diminuição do consumo de matérias primas não renováveis de que a construção civil se utiliza quando se trata de concretos.

Na esfera econômica, a utilização dos resíduos além de possibilitar a redução dos custos de transporte e acondicionamento, possibilita a redução do valor final do concreto, que é o material de construção mais tradicional no Brasil”. “Podemos aprender novas formas de pensar e agir diante das necessidades da construção civil e dos assentamentos humanos, fazendo diferente e melhor”, conclui.

A proposta do projeto já foi aprovada pela Câmara Municipal de Presidente Prudente e está aguardando a assinatura do Prefeito.

Centro Local de Apoio à Extensão (CLAE) – O CLAE é um centro de excelência, articulado com o Ensino, Pesquisa e Extensão, com estrutura pública de qualidade, que vai ao encontro das demandas atuais da sociedade como um todo e, principalmente, da população de Presidente Prudente e região. Espera-se que seja, em curto prazo, uma referência regional e estadual em assuntos estratégicos a Projetos de Extensão, visando transformar o conhecimento acadêmico em serviço da comunidade, divulgando e adaptando a terminologia técnica ao dia a dia do cidadão.

SHARE IT: